Metodologia PIB

Metodologia de Análise

Para condução do processo contínuo e diário de coleta, tratamento, pesquisa e análise das empresas pertencentes ao universo das 1000 maiores empresas do Ranking do Jornal Valor Econômico, para as categorias do PIB, adotamos as seguintes premissas:

  1. Ponto de Vista do Observador Externo: para a avaliação da performance das empresas analisadas, será privilegiado o ponto de vista do observador externo (ex. acionista minoritário, analista, market-maker, formador de opinião, concorrente, cliente, etc), pelo fato de os ativos intangíveis impactarem, por seu caráter intangível, diretamente, na percepção destes stakeholders.
  1. Análise de Desempenho no Mercado de Capitais: complementarmente, todo desempenho da performance das ações das empresas de capital aberto pertencentes ao grupo de análise será considerada.
  1. Research Paralelo: além das iniciativas descritas acima, estamos conduzindo um intenso processo de research sobre as empresas foco, que culminará em 12 meses de minucioso processo de media-tracking, entrevistas com stakeholders internos e externos, análise de balanços e relatórios aos acionistas/investidores, acompanhamento de investimentos, performance, resultados e gestão, perfil das lideranças, etc.
  1. Análise Comparativa: adicionalmente, será considerada a performance real da empresa comparada aos benchmarks de seu setor (no Brasil e eventualmente no exterior – melhores práticas)
  1. Atestado de Compromisso: outro elemento de ponderação será a veracidade e a profundidade do compromisso destas empresas com a execução e gestão dos projetos e processos, traduzidos em investimentos, esforço e resultados, ligados a estes intangíveis, a fim de separarmos o que é “efeito de mídia” do que é realidade de fato em termos de gestão de intangíveis
  1. Participação das Empresas (Respostas a Questionários e Entrevistas por Telefone): na fase final, as empresas são convidadas a responder um questionário detalhando suas práticas de gestão dos intangíveis listados como categorias no PIB, a fim de intensificarem seu processo de formulação de percepção de valor em nosso time de análise.

Saiba Mais

1. Governança Corporativa
  • Existência de modelo formal de Governança Corporativa (profundidade, abrangência e transparência),
  • Profissionalização de gestão (principalmente em empresas familiares),
  • Guidelines internacionais de governança e padrão de atuação regional e local (para multinacionais),
  • Presença de sócios institucionais, investidores, fundos de investimento, fundos de pensão, etc, e/ou financiamento público tipo BNDES,
  • Padrão de internacionalização para empresas nacionais,
  • Modelo de sucessão,
  • Modelos de parceria e associação implementados X resultados,
  • Existência de conselho administrativo e ou consultivo,
  • Auditorias externas que trabalha,
  • Adequação às normas impostas pelo mercado de capitais local para empresas abertas,
  • Perfil de transparência e ética,
  • Relacionamento com acionistas, principalmente minoritários,
  • Análises de instituições terceiras de rating e como Austin Assis, de research, como bancos de investimentos e consultorias, e broadcasting, tais como Enfoque, Agestado, Reuters, Bloomberg, etc
  • Perfil de lideranças, sua participação associativa e política e modelo decisório da corporação,
  • Adequação à Sarbanes-Oxley (SOX), alinhamento a OECD e IBGC,
  • Existência de modelos táticos de governança, tais como PMI para projetos, CMM/Cobit/ITIL para TI, etc
  • Existência de ações listadas na Bolsa de NY ou bolsas européias, etc
2. Sustentabilidade
  • Grau de criticidade de risco, vigilância social, responsabilidade e dependência da empresa (e de seu setor) em relação às práticas sustentáveis,
  • Coerência e alinhamento das ações de sustentabilidade e responsabilidade social da empresa à sua VMV, estratégia e core business (e decisões e compromissos relevantes feitos nos últimos 12 meses),
  • Perfil de cidadania corporativa,
  • Perfil e volume de investimento em práticas, projetos, programas e ações de sustentabilidade,
  • Adoção de réguas-standard de sustentabilidade como GRI, Indicadores Ethos, Indicadores Akatu e Compromisso com Metas do Milênio,
  • Instituição de Instituto ou Fundação própria e sua gestão e resultados,
  • Causas e bandeiras defendidas e sua utilização para MRC,
  • Participação/apoio/patrocínio de ONGs e movimentos ligados às causas escolhidas,
  • Programas próprios de voluntariado,
  • Diretoria e/ou gerência específica com orçamento e programas estruturados (perfil de projetos, relevância, volume investido X resultados gerados para a causa, etc),
  • Relacionamento com stakeholders,
  • Uso consciente da mídia e modelos de satisfação social e gerenciamento de crises,
  • Perfil de presença e avaliação nas comunidades online,
  • Reconhecimento por iniciativas como o Índice de Sustentabilidade Bovespa (ISE) e balanço social IBASE,
  • Agências de comunicação, propaganda e publicidade que trabalha, etc
3. Marcas
  • Coerência e performance da estratégia de posicionamento corporativo/institucional e marcas X  modelo de gestão e resultados (categoria, produto, família, etc),
  • Reconhecimento e tangibilização do valor da marca em estudos de instituições como Interbrand, BrandEconomics/BAV (Stern Stewart + Young Rubicam), Brand DNA/Troiano e Brand Finance, dentre outros,
  • Análise de tangíveis tais como pontos de venda, websites, comunicação impressa, campanhas de TV, eventos, etc
  • Utilização e presença nas novas mídias tais como Internet, Web 2.0, Móbile, etc,
  • Volume investido em comunicação, propaganda, etc X eficiência deste investimento,
  • Presença de executivos de destaque e projeção em seus quadros (e sua atividade),
  • Perfil de embaixadores corporativos ligados à marca e aos produtos/serviços da empresa,
  • Premiações como Prêmios Carta Capital: Empresas mais Admiradas e Prêmio Nacional Qualidade da Fundação Nacional da Qualidade,
  • Perfil e atuação do Diretor de Marketing ou Gerente de Produto/Categoria, etc,
  • Premiações (Ex. About, Caboré, Clube da Criação, etc) da empresa em eventos, festivais, rankings (Ex. Top of Mind) e pesquisas com consumidores e público em geral,
  • Índice de citação/presença, status e percepção da empresa na mídia em geral,
  • Índice de citação/presença, status e percepção da empresa em comunidades online como Orkut e 2nd Life,
  • Marcas e personalidades que a empresa se associa,
  • Testemunhais e endossos disponíveis, etc
4. Conhecimento Corporativo
  • Políticas, processos e sistemas de gestão do conhecimento,
  • Programas formais de valorização do capital intelectual,
  • Programas e canais sistemáticos de disseminação de conhecimento com o mercado/stakeholders,
  • Desenvolvimento e aplicação de metodologias e métodos proprietários,
  • Domínio de modelos e metodologias golden-standard,
  • Instituição de Instituto ou Fundação de Conhecimento,
  • Apoio formal aos centros de conhecimento, como universidades e centros de pesquisa,
  • Presença de universidade corporativa e portais de conhecimento,
  • Programas institucionais de fomento ao conhecimento, tais como prêmios, gincanas, patrocínio, mecenato, eventos, seminários, feiras, etc.
  • Investimento em tecnologias para gestão do conhecimento,
  • Contratação de especialistas, consultorias renomadas, etc para transferência de know-how,
  • Formalização de cases e lições aprendidas,
  • Programas e mecanismos de knowledge-sharing entre colaboradores e com parceiros, fornecedores, clientes, etc,
  • Comunidades de prática internas e abertas associadas às práticas/temas da empresa, etc
5. Inovação
  • Gestão formal de inovação (apoio, modelo, área, responsáveis, processos, etc),
  • Injeção de capital de fundos de investimento, investidores ou mesmo público (BNDES) nestas inovações,
  • Volume de investimentos em inovação X resultados reais atingidos e perfil de clientes que utilizam ou consumidores que consomem,
  • Número de patentes, direitos autorais e propriedades intelectuais (geral e registrados nos últimos 12 meses),
    Instituição de Instituto ou Fundação de Pesquisa,
  • Apoio formal à pesquisa e desenvolvimento nas universidades e centros de pesquisa,
  • Perfil de incentivo ao empreendedorismo interno X modelo de gestão da empresa
  • Programas institucionais de fomento à inovação, tais como prêmios, gincanas, patrocínio, mecenato, etc.
6. Tecnologia da Informação
  • Estrutura interna de TI, infra-estrutura X modelo de gestão/negócio da empresa,
  • Coerência de investimentos feitos em TI, infra-estrutura X papel estratégico de TI no negócio da empresa,
  • Investimentos em TI, infra-estrutura , projetos implementados X resultados atingidos,
  • Análises e performance das empresas em relatórios de instituições especializadas como Gartner, IDC, Yankee Group, Frost & Sullivan, E-Consulting, Datamonitor, E-Marketer, Forrester, etc,
  • Fornecedores contratados e modelos de operação e parceria,
  • Perfil de inovação tecnológica com soluções e modelos adotados,
  • Modelo de governança de TI e infra-estrutura,
  • Criatividade e inovação na utilização de ferramentas de TI,
  • Comunidades de prática associadas à empresa,
  • Perfil e atuação do CIO,
  • Premiações e Rankings de Mercado
  • Relevância dos cases apresentados ao mercado nas mídias específicas e eventos do setor, etc
7. Digital/MCC
  • Estratégia e Estrutura interna para o Digital X modelo de gestão/negócio da empresa,
  • Estratégia específica MCC – Mobilidade, Convergência e Colaboração
  • Coerência de investimentos feitos no Digital X papel estratégico de TI e Internet no negócio da empresa,
  • Investimentos no Digital, projetos implementados X resultados atingidos,
  • Investimentos em MCC, projetos implementados X resultados atingidos,
  • Análises e performance das empresas em relatórios de instituições especializadas como Gartner, IDC, Yankee Group, Frost & Sullivan, E-Bit, E-Consulting, Datamonitor, E-Marketer, Forrester, etc,
  • Fornecedores contratados e modelos de operação e parceria,
  • Perfil de inovação tecnológica com soluções e modelos adotados,
  • Modelo de governança Digital/MCC
  • Criatividade e inovação na utilização de ferramentas de Internet,
  • Comunidades de prática associadas à empresa,
  • Perfil e atuação do CIO,
  • Premiações e Rankings de Mercado
  • Relevância dos cases apresentados ao mercado nas mídias específicas e eventos do setor, etc
8. Talentos
  • Rankeamento no Great Place to Work ou Melhor Empresa para Trabalhar (Revista Exame),
  • Qualidade percebida do management da empresa X performance frente a concorrentes,
  • Nível médio dos talentos da empresa X concorrentes diretos,
  • Capacidade de contratação de talentos,
  • Nível médio retenção e de turn-over X concorrentes diretos X perfil salarial,
  • Investimento em treinamento, programas de valorização de talentos, etc,
  • Atratividade da empresa em programas de estágio, trainee, etc,
  • Atratividade da empresa nos Sites de Vagas e Empregos,
  • Índice de citação/presença, status e percepção da empresa na mídia em geral,
  • Índice de citação/presença, status e percepção da empresa em comunidades online como Orkut,
  • Testemunhais e endossos disponíveis, etc.
9. Clientes e Consumidores
  • Políticas claras e divulgadas de relacionamento com clientes, tanto comercial, como geral,
  • Modelo de gestão de clientes e consumidores X ações, estruturas, responsabilidades, etc,
  • Diretoria e/ou gerência responsável,
  • Presença de ouvidoria, SAC, etc,
  • Estrutura de canais de relacionamento e comunicação com clientes X performance perante concorrentes,
  • Instituição de conselho do cliente,
  • Existência de modelos de venda direta/door-to-door,
  • Implementação de vendas remotas, por catálogo, telefone e e-commerce,
  • Avaliação do nível de satisfação de consumidores X número de reclamações fundamentadas em PROCONs (nível nacional eestadual) e processos X base de clientes,
  • Premiação como Prêmio Consumidor Moderno de Excelência em Serviço ao Cliente, junto com o Instituto GFK e Empresas que Mais Respeitam o Consumidor, com a TNS Interscience.
  • Reconhecimento do mercado em premiações associadas, etc,
  • Índice de citação/presença, status e percepção da empresa na mídia em geral,
  • Índice de citação/presença, status e percepção da empresa em comunidades de clientes/consumidores online,
  • Existência de grupos de apoio (evangelizados) e de grupos de geração de danos à imagem da empresa (insatisfeitos),
  • Testemunhais e endossos disponíveis, etc
xTodo conteúdo metodológico e analítico foi gerado e é de Propriedade da DOM Strategy Partners.